“O Sudário” tem antestreia amanhã em Viseu, antes de partir para o Sri Lanka

Criação artística de Cristina Rodrigues antecipa na Quinta da Cruz a participação pioneira de Portugal na Bienal de Arte de Colombo


Tem lugar amanhã, 28 de outubro, pelas 17H30, a antestreia da obra de arte "O Sudário", da autoria de Cristina Rodrigues, na Quinta da Cruz, em Viseu. A arquiteta e artista plástica estará presente para apresentar o projeto.

A antestreia em Viseu antecipa a exibição da obra na Bienal de Arte de Colombo, no Sri Lanka, em dezembro. Uma participação que constitui estreia absoluta de Portugal nesta mostra internacional.

A obra “O Sudário” foi desenvolvida em parceria com o Município de Viseu e é composta por duas peças de linho produzidas em Várzea de Calde, onde está localizado o museu municipal dedicado ao linho e uma cooperativa de artesãos. A inspiração provém do Sudário de Turim, peça de linho apresentada como o tecido que cobriu o corpo de Jesus Cristo após a sua morte.

Para o Presidente da Câmara, “o objetivo desta parceria vai para além da arte: é criar um grande ecrã para o linho de Várzea de Calde no mundo e animar esta tradição económica”. “Este projeto reveste-se de um especial significado na valorização de um produto artesanal e histórico de excelência de Viseu, que é o linho”, acredita.

Nas palavras de Cristina Rodrigues, “já há algum tempo desejava trabalhar com Viseu por se tratar do mais importante núcleo nacional de produção e transformação artesanal de linho.” Na opinião da artista “o traça das artesãs ficou gravada nestas peças”.

A participação de Cristina Rodrigues na Bienal de Arte de Colombo reveste-se de especial prestígio com a presença de outros grandes nomes como Madelon Vriesendorp ou os vencedores do Turner Prize de 2016, Assemble Studio.

Cristina Rodrigues nasceu no Porto, em 1980. Vive e trabalha em Manchester, no Reino Unido. É detentora de estúdios de arte na cidade onde reside e em Idanha-a-Nova. Arquiteta e artista plástica, é também professora na Escola de Arquitetura de Manchester e na Universidade de Tecnologia de Zhongyuan (China).