Ordem dos Psicólogos Portugueses distingue Viseu como Comunidade Pró-Envelhecimento

Programa municipal Atividade Sénior conta com 2700 participantes. Um investimento de 150 mil euros, que está presente nas 25 freguesias do concelho

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques, anunciou esta quinta-feira, dia 15, durante a reunião do Executivo, que o Município de Viseu recebeu o selo "Comunidades Pró-Envelhecimento 2020/2021". A distinção, outorgada pela Ordem dos Psicólogos Portugueses, visa reconhecer a implementação de "políticas, programas, planos estratégicos e práticas que demonstram um compromisso forte e efetivo com a promoção do envelhecimento saudável e bem-sucedido ao longo de todo o ciclo de vida".
O programa municipal Atividade Sénior, que acaba por abranger diferentes dimensões da vida dos cidadãos mais velhos, é uma das iniciativas que mais contribui para a distinção, nomeadamente no que respeita à atividade física, que mesmo em tempos de pandemia, continuou a ser promovida pela autarquia. As aulas regulares foram substituídas por contactos telefónicos quinzenais e aulas online individuais, através da plataforma Zoom, também transmitidas nos lares.
Atualmente, o programa já conta com 2700 participantes, quase o dobro do que registava em 2014 (1430 participantes). “Duplicámos o investimento do Município no programa, de 70 mil para cerca de 150 mil euros, e concretizámos um dos grandes objetivos da ação, que passava pelo alargamento da iniciativa às 25 freguesias do concelho”, explica António Almeida Henriques. Entre 2014 e 2020, a iniciativa Atividade Sénior passou de 4.700 horas de aulas para cerca de 14 mil, e envolve 103 parceiros (há 6 anos eram 64 as instituições envolvidas como parceiras).

Viseu promove o bem-estar em todos os momentos do ciclo de vida

A iniciativa “Comunidades Pró-Envelhecimento” surgiu antes da pandemia, mas assume agora uma maior importância, segundo a Ordem dos Psicólogos Portugueses. É necessário “perspetivar as Comunidades como contexto de vida de excelência para a promoção do envelhecimento saudável e bem-sucedido, com o objetivo último de construirmos uma sociedade coesa, equitativa, inclusiva, saudável e segura, que promova o bem-estar e a contribuição cívica de todos os cidadãos, durante todos os momentos do ciclo de vida”, diz aquela entidade. Para a Ordem dos Psicólogos, estas Comunidades, entre as quais se encontra Viseu, trabalham de forma sistémica de modo a que “o envelhecimento dos cidadãos seja feito com mais bem-estar e saúde”.
Para alcançar esta distinção, é necessário preencher uma série de requisitos avaliados numa longa checklist com 71 itens, que abrangem diferentes dimensões da vida na comunidade, como segurança, habitação, mobilidade, bem-estar, saúde, relações sociais, inclusão, cultura e educação ao longo da vida, participação ativa e emprego. Entre as muitas iniciativas do Município de Viseu nesta área, destacam-se programas como “Quem avisa, amiga é” – para a promoção da educação financeira (120 participantes) -, o “Viseu Solidário” e “Viseu Habita” – para apoio a obras em habitações -, o projeto “Música ativa para seniores”, o “Viseu Aconchega” – combate à solidão -, o “Proteção Sénior” – valorização pessoal e social, e segurança dos mais velhos -, o projeto “Informática para Seniores” – com foco na utilização do computador e internet -, entre outros.