Solar dos Peixotos está requalificado e acolhe nova sede da Junta de Freguesia de Viseu

Investimento foi de cerca de 517 mil euros e permitiu, entre outras intervenções, repintura integral do edifício e melhorias ao nível da acessibilidade

Na rua Cimo de Vila, o Solar dos Peixotos apresenta-se de “cara” renovada e acolhe novos serviços, depois de um projeto de requalificação estruturante, recentemente concluído. A inauguração oficial decorreu hoje, dia 1 de julho.

A partir de hoje, a par da Assembleia Municipal de Viseu, o edifício acolhe ainda a sede da Junta de Freguesia de Viseu, que aqui centralizará os serviços antes dispersos pelos espaços da Rua Miguel Bombarda e da Travessa de São Lázaro. O funcionamento de gabinetes e outros serviços municipais no espaço também se mantém.

“Concretizamos hoje mais um investimento estruturante no nosso Centro Histórico. Do ponto de vista patrimonial, estamos a apostar na preservação e salvaguarda de um edifício emblemático de Viseu. Por outro lado, com a conclusão desta obra, conferimos mais e melhores condições para os colaboradores da Assembleia Municipal e para o exercício da sua atividade diária enquanto órgão municipal e instalamos novos serviços de apoio e proximidade aos viseenses, com a relocalização da Junta de Freguesia de Viseu”, destacou o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques.

Com um investimento total de cerca de 517 mil euros, a obra permitiu recuperar traços identitários do edifício, mantendo a sua essência e distinção, enquanto exemplar singular do nosso património.

Desde logo, o pavimento da sala principal da Assembleia Municipal foi substituído na íntegra. Os restantes pavimentos, em madeira de pinho, foram também polidos e envernizados, assim como os vãos das portas; os tetos e as paredes foram também recuperados. Todas as caixilharias exteriores foram recuperadas e as da varanda fechada substituídas na sua totalidade. O edifício foi novamente pintado, na íntegra, e os granitos e gradeamentos existentes limpos e tratados.

Ao nível das acessibilidades, há também melhorias a registar. Foram feitas instalações sanitárias para pessoas com mobilidade reduzida, em ambos os pisos, e implementado um elevador de acesso ao piso superior, onde se encontra instalada a Junta de Freguesia. A pensar na redução dos consumos energéticos, a instalação elétrica foi totalmente substituída, tendo-se privilegiado a instalação de luminárias com tecnologia LED. Também as infraestruturas de telecomunicações foram integralmente renovadas.

Para além destas, há ainda que considerar a recuperação geral do espaço do 1º andar, para acolhimento da Junta, incluindo intervenções ao nível do pavimento, paredes, tetos e todas as infraestruturas necessárias; e a execução de um sistema de aquecimento automatizado para ambas a Assembleia e Junta.

Neste investimento inclui-se também um novo sistema de comunicação visual e multimédia para a Assembleia Municipal de Viseu, com equipamentos qualificados para a realização da sua atividade, nomeadamente as suas reuniões.

Classificado como Imóvel de Interesse Municipal desde 1982, o Solar dos Peixotos é um importante exemplar da arquitetura senhorial de Viseu. A sua imponência reflete o espírito barroco da primeira metade do século XVIII, apesar de uma certa simplicidade decorativa na fachada. Foi construído pelo mestre pedreiro Pascoal Rodrigues, a partir do desenho do arquiteto Gaspar Ferreira. Na fachada, uma cornija de granito assinala a divisão entre os dois pisos patentes no edifício. No segundo piso verifica-se um maior investimento artístico na cantaria das janelas e no gradeamento das varandas. O portal de entrada, de entablamento reto, é ladeado por dois óculos e rematado por um frontão aberto, com enrolamentos, enquadrando um nicho. No seu interior, destaca-se uma escadaria de grande volumetria, apresentando nas extremidades molduras e enrolamentos. A partir da década de 70 do século XX, o Solar dos Peixotos foi adquirido pelo Município de Viseu para sede da Assembleia Municipal de Viseu.