“Inovação” foi tema eleito no encerramento da Smart Cities Tour, em Viseu

Viseu foi a última paragem da Smart Cities Tour 2018, que teve como objetivo “descentralizar, disseminar o conhecimento, as boas práticas e as soluções disponíveis no que diz respeito à inteligência urbana”, segundo a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), a promotora desta iniciativa.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, que é também Presidente da Seção de Cidades Inteligentes, “esta conferência tem um sabor especial. Acabar em Viseu é sem dúvida importante. Principalmente atendendo ao tema, já que em Viseu a inovação faz parte do nosso ADN. Temos 2500 anos de história que valorizamos, reconhecemos e usamos na nossa inovação diária. Esta simbiose tem resultado de forma perfeita”.

O autarca, Vice-Presidente da ANMP, vê este movimento das cidades inteligentes “como o uso da tecnologia ao serviço da felicidade das pessoas, através da gestão com redução dos custos para os municípios e da melhoria da qualidade de vida para os cidadãos”.

O último dia da tour, organizado em parceria com a Universidade Nova, pôs em cima da mesa de debate temas como a cocriação, a cultura e criatividade, incubadoras temáticas, empreendedorismo e emprego, captação de investimento, city branding e internacionalização, reunindo um painel de convidados na partilha de experiências e estratégias.

Acabada a digressão, as atenções viram agora para o Portugal Smart Cities Summit, que terá lugar na FIL em Lisboa, a 11 de abril, e no qual o Município de Viseu marcará presença. Este será “o momento da democratização da inteligência urbana e onde será apresentado o primeiro transporte público elétrico não tripulado da Europa que virá para Viseu”, salientou o Presidente da Câmara.