20 obras estruturantes avançam em 2020 com financiamento de médio e longo prazo

 

Num financiamento a 20 anos no valor de 8,4 milhões de euros, executam-se 20 obras nos domínios das acessibilidades, água e saneamento, reabilitação de bairros habitacionais, desporto e modernização administrativa 

O Executivo Municipal de Viseu aprovou esta quinta-feira, 9 de janeiro, com os votos contra do PS, a contração de um empréstimo bancário para 20 obras estruturantes, que estarão em execução durante os próximos dois anos. Consulte aqui o quadro resumo destas obras.

O montante do empréstimo - 8,4 milhões de euros – terá que ser utilizado nos próximos 2 anos (2020 e 2021) e tem um prazo global de amortização de 20 anos.

Estas 20 obras, financiadas a médio/longo prazo, e que não têm possibilidade de acesso a fundos comunitários, permitirão continuar a libertar verbas do orçamento municipal para dar continuidade ao investimento nas freguesias.

A boa saúde financeira do Município e a redução do endividamento de 22,2 milhões de euros em 2012 para 10,4 milhões de euros em 2019, para além da não utilização do empréstimo de 10 milhões de euros contraído há três anos, permitem fazer esta operação.

“Desde que chegámos à Câmara, o endividamento de médio/longo prazo baixou mais de metade”, sublinha o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques.

Dos 8,4 milhões de euros que ficarão disponíveis, quase 2 milhões são destinados ao programa “Eu gosto do meu Bairro”, que visa a reabilitação de bairros habitacionais, para intervenções nos bairros de São José, Viso Sul e Santa Rita.

Outra fatia considerável é destinada à Águas de Viseu, para 10 obras que totalizam quase 2,4 milhões de euros.

Do lote de intervenções neste domínio está o fornecimento e aplicação de grade semicircular nas obras de entrada de ETAR e Elevatórias, ligação do esgoto do Bairro de Santa Justa a Vouguinha, reparação e impermeabilização do reservatório do Mortório, a construção da estação elevatória de águas residuais de Nesperido, requalificação dos reservatórios existentes (fases 1 e 2), remodelação da conduta de água entre a rotunda 5 de Outubro e a rotunda de Nelas, conclusão da ampliação do abastecimentos de água no setor II, remodelação das redes de água, esgotos e águas pluviais na Rua Nova de Jugueiros, estação elevatória de águas residuais de Bigas, Estação elevatória de águas residuais em Barreiros e saneamento na EN 231-1 entre Oliveira de Barreiros e Silgueiros.

Nas acessibilidades, arrancam em 2020 as obras de alargamento da Estrada Nacional 16 entre a rotunda junto à Rua 5 de Outubro e o limite do ICNF-Viseu, a 1.ª fase da Estrada Municipal 580 desde Cavernães atá ao limite do Concelho, a Estrada Municipal 593 desde a Estrada Nacional 231 até ao Caminho Municipal 1362, a intervenção na Estrada Municipal 323 (correção entre Nogueira/Côta e Canadelo/ Cepões e ligação à estrada de Sátão) e a construção da rotunda do Matadouro.

O restante montante será aplicado na reabilitação do Estádio Municipal do Fontelo (1 milhão de euros) e no Arquivo Municipal (700 mil euros).