Tribunal de Contas dá luz verde ao novo sistema de transportes de Viseu

O Município de Viseu recebeu o esperado visto do Tribunal de Contas e o parecer favorável da Autoridade de Mobilidade e Transportes, relativamente ao novo sistema de transportes do concelho.

A autarquia viseense prevê que a concessão do MUV (Mobilidade Urbana de Viseu) arranque durante o verão, altura em que os novos autocarros passarão a circular.

Com a nova concessão, estarão em funcionamento as 22 linhas concelhias, às quais se juntarão dois novos circuitos urbanos que ligam o centro de operações de mobilidade à “coroa urbana” e aos principais pontos de destino, nomeadamente serviços de saúde, comércio, escolas e centro da cidade. Estes circuitos estarão servidos por oito autocarros com frequência de circulação de 20 minutos.

O MUV contempla ainda a linha azul no Centro Histórico, com autocarros elétricos, com paragens sob pedido. No início do ano letivo, estará garantida a cobertura, em período escolar, do maior número possível de Circuitos Escolares Especiais.

Almeida Henriques, Presidente da Câmara de Viseu, salientou “o caráter inovador que o novo sistema de mobilidade urbana traz a Viseu. A aposta na inovação é acompanhada pela preocupação com a inclusão e proximidade traduzida no serviço piloto de “Transporte a Pedido” para as freguesias de baixa densidade populacional de Viseu: Côta, Calde, UF Barreiros e Cepões, Freguesia de Coutos de Viseu, Ribafeita, São Pedro de France. A “Melhor Cidade para Viver” merecia este novo sistema de mobilidade!”.

O Município de Viseu, que se constitui como Autoridade Municipal de Transportes, inicia agora uma das  primeiras concessões de transportes ao abrigo da nova legislação que regulamenta a atividade. Em junho, o MUV e as suas novas linha e frota serão apresentados publicamente.

O arranque da nova concessão fica agora dependente da apreciação do Tribunal Central Administrativo do Norte, decorrente de um recurso interposto pelo concorrente perdedor.