Almeida Henriques anuncia consulta pública da estratégia para revitalização do Centro Histórico

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, anunciou hoje o lançamento de uma consulta pública da estratégia para a revitalização do Centro Histórico de Viseu.

O anúncio teve lugar na abertura da conferência “Para que serve um sítio Património da Humanidade?”, que o Município hoje promove, no Museu Grão Vasco.
Na próxima quinta-feira, 24 de abril, será tornada pública a proposta de estratégia para a revitalização do centro histórico. Nas palavras do autarca, “os viseenses terão o uso da palavra. Não para dizer ‘sim’ ou ‘não’, mas para exprimir a sua vontade e o seu pensamento”.
Almeida Henriques sublinhou que o centro histórico “é o coração antigo da cidade, mas é também o lugar onde os viseenses têm o seu coração”.
O Presidente da Câmara revelou hoje que em 10 anos, entre 2001 e 2011, o centro histórico de Viseu perdeu 30% dos seus residentes. “Hoje serão cerca de 1300. O coração está doente e precisa de uma revitalização”, destacou.
Revelados foram também os números relativos ao edificado: 152 edifícios do centro histórico têm problemas de conservação, sendo a maior parte deles anteriores a 1945.
O Presidente destacou a importância de um “caminho de envolvimento e de participação. Os viseenses terão de ser a alma do projeto de revitalização do centro histórico”.
Nesta conferência, Almeida Henriques anunciou que nesta data se deu “o tiro de partida” da preparação de uma candidatura à classificação da UNESCO. “É uma caminhada para 10 anos. Difícil, exigente, mas também por isso positiva.”
Na sua intervenção, o autarca esclareceu que “independentemente do resultado, o processo será sempre um ganho”.