Aprovado projeto de decisão da linha “Programar” do VISEU CULTURA

O Executivo municipal aprovou o Projeto de Decisão da linha “Programar”, do VISEU CULTURA. Este ano, as candidaturas a esta linha, com uma dotação orçamental de meio milhão de euros, registaram um aumento face a 2017. O Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, salientou “a relevância e atratividade do programa, como também a sua compreensão progressiva por parte dos atores culturais.” A apresentação do Projeto de Decisão da linha “Programar” é a decisão temporalmente mais precoce no histórico das edições anuais anteriores deste programa municipal. 

O Projeto de Decisão traduz uma intenção de viabilização de financiamento a 13 projetos culturais na linha “Programar” (mais 1 do que em 2018), num montante de financiamento total de 453 mil euros (mais 5 mil euros do que em 2018). Sete são provenientes do “Viseu Cultura 2018/2019”, na tipologia de projetos bienais, e 5 são novas candidaturas, das quais 4 correspondem a novos promotores, com projetos inéditos. 

Nesta edição de 2019, o Município aplica pela primeira vez a tipologia de “apoios bienais”, princípio que configura uma vantagem de estabilidade, planeamento e desenvolvimento para os promotores de projetos culturais consolidados no concelho. Nesta data, a Câmara Municipal é chamada a deliberar sobre o “Projeto de Decisão” para a linha “Programar”, apresentado – após análise técnica de admissibilidade – pela Comissão de Avaliação do programa VISEU CULTURA, constituída pelo Vereador da Cultura, Jorge Sobrado, que preside; e pelos especialistas Agostinho Ribeiro, Ana Isabel Strindberg, Tiago Baptista e Victor Hugo Pontes.  

O “Viseu Cultura” disponibiliza quatro linhas de financiamento, às quais as entidades podem apresentar candidatura. São elas: “Programar” (com uma dotação orçamental de €500.000), “Animar” (€150.000), “Revitalizar” (€100.000) e “Criar” (€50.000). Acresce ainda uma linha de financiamento específica para a programação e funcionamento do Teatro Viriato, com uma dotação orçamental de €380.000. Ao Projeto de Decisão hoje aprovado, segue-se a audiência dos interessados, durante 10 dias úteis, permitindo a receção e auscultação de questões, pedidos de esclarecimento e informações adicionais por parte dos proponentes, tendo em vista a sua ponderação por parte da Comissão de Avaliação, que precede a Decisão Final que fixará os apoios para 2019.

na biblioteca e sinalética da escola (“Ver aprender e sentir + longe”) e ambiental (“Viseu in Rio e Eco-escolas”).