Voto de Pesar pelo falecimento de Diamantino Gertrudes da Silva

Presidente da Câmara de Viseu recorda “figura decisiva na História do nosso país” que faleceu ontem aos 75 anos

Viseu, a região e o país ficaram ontem, 10 de outubro de 2018, mais pobres, com o falecimento do “Capitão de Abril” Diamantino Gertrudes da Silva.

“Foi uma figura decisiva na História do nosso país, um dos responsáveis pelo fim da ditadura em Portugal”, recorda o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, que promete levar a aprovação de um voto de pesar à próxima reunião do Executivo.

O autarca não esquece também a “disponibilidade permanente” de Gertrudes da Silva para participar em iniciativas promovidas pela Câmara Municipal e pela Assembleia Municipal de Viseu.

Almeida Henriques sublinha que, ainda em vida, Viseu reconheceu o papel determinante deste e outros ilustres Capitães de Abril, tendo perpetuado os seus nomes na toponímia da cidade – a Avenida dos Capitães de Abril.

Gertrudes da Silva foi um dos protagonistas da Revolução dos Cravos, a 25 de abril de 1974, comandando a companhia que saiu do Regimento de Infantaria n.º 14 de Viseu rumo a Lisboa, juntamente com as forças oriundas de Aveiro e Figueira da Foz, tendo tido papel decisivo na tomada do Forte de Peniche, à data uma prisão onde estavam presos políticos.