PARTILHAMOS EM …. MAIO

Setor Adulto

22 de maio – Dia do Autor Português

 

A 22 de maio comemora-se o Dia do Autor Português, instituído em 1982, por iniciativa do mestro Nóbrega e Sousa da Sociedade Portuguesa de Autores.

Este dia destina-se a homenagear todos os criadores nas diversas áreas artísticas: literatura, pintura, escultura, dança, música, teatro, cinema, etc.

Em maio, o Setor Adulto da Biblioteca Municipal D. Miguel da Silva assinala esta data homenageando alguns autores que, pelo legado das suas obras, têm vindo a contribuir para o enriquecimento da cultura portuguesa.

                                                                                                                                   

   

 

 

       

Setor infantil e juvenil

Autores de língua portuguesa consagrados que se aventuraram na arte de escrever para crianças 

O Setor Infantojuvenil destaca autores como Mia Couto (Moçambique), Ondjaki (Angola) e José Saramago (Portugal, Prémio Nobel da Literatura) que se aventuraram na arte de escrever para crianças:

Mia Couto, O Gato e o Escuro (2001). Nas palavras do autor, muitos “dos medos que sofremos, crianças e adultos, foram fabricados para nos roubar curiosidade e para matar a vontade de querermos saber o que existe para além do horizonte”.

Ondjaki, O Voo do Golfinho (2009) e Ombrela – a origem das chuvas (2011). O autor destaca o papel da literatura no crescimento das crianças, em tempo de crise, enquanto treino para a fantasia. Nas suas palavras “o modo como a literatura mexe com o imaginário das crianças permite o acesso a outros mundos que não o quotidiano”.

José Saramago, A Maior Flor do Mundo (2001).”E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos? Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?” A bem-vinda provocação do autor está na contracapa deste livro que escreveu para o público infantil.

 

Setor Multimédia: música

Alberto Iglesias (1955 - )


Compositor espanhol cuja carreira se baseia essencialmente na composição de bandas sonoras para filmes, destacando-se sobretudo as que compôs para o realizador Pedro Almodóvar.

Foi nomeado para o Óscar de Melhor Banda Sonora Original pelos filmes O Fiel Jardineiro, de Fernando Meirelles (2006), O Menino de Cabul, de Marc Foster (2008) e A Toupeira, de Thomas Alfredson (2012).

 

 

 

 

 

Setor Multimédia: cinema

Pedro Almodóvar (1949 - )

   

Pedro Almodóvar Caballero, cineasta, argumentista e ator espanhol. Iniciou a carreira como autor de banda desenhada, ator de teatro Avant-Garde e cantor de uma banda de rock.
Estreou-se nas longas-metragens em 1980 com o filme “Pepi, Luci, Bom y Otras Chicas del Montón”. Seguiram-se “Labirinto de paixões” (1982), “Matador” (1986), “Mulheres à beira de um ataque de nervos” (1988), “Ata-me” (1990) e “Tudo sobre a minha mãe” (1999) que ganhou o Óscar na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.