PARTILHAMOS EM...NOVEMBRO

Setor Adulto

Mia Couto – A arte de (re) inventar palavras 

Mia Couto, escritor e biólogo, filho de pais portugueses, nasceu a 5 de julho de 1955, na cidade da Beira em Moçambique.

Publicou os seus primeiros poemas no jornal Notícias da Beira, com 14 anos, iniciando dessa forma o seu percurso literário.

Excelente contador de histórias, Mia Couto é autor de poesia, contos, crónicas e romances. Escreveu Terra Sonâmbula, O último voo do Flamingo,

Estórias Abensonhadas, Mar me Quer, Vozes anoitecidas, Jerusalém, títulos que destacamos da sua vasta obra.

Foi distinguido com o Prémio Eduardo Lourenço (2012), Prémio Camões (2013) e com o Neustadt International Prize for Literature (2014) entre outros.

A obra de Mia Couto está traduzida em mais de 20 países. 

Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sinais climáticos nas nuvens, lemos o chão, lemos o Mundo, lemos a Vida. Tudo pode ser página. Depende apenas da intenção de descoberta do nosso olhar. Queixamo-nos de que as pessoas não lêem livros. Mas o deficit de leitura é muito mais geral.

Não sabemos ler o mundo, não lemos os outros.”

                                                                           Mia Couto

                                 

 

Setor infantil e juvenil

Madalena Matoso – Prémio Nacional de Ilustração 2018

O Prémio Nacional de Ilustração, atribuído desde 1996 pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, tem como objetivo reconhecer e incentivar o trabalho de artisitas portugueses ou residentes em Portugal no domínio da ilustração de livros, distinguindo anualmente um ilustrador pelo conjunto de trabalhos originais publicado num livro. O Setor Infantojuvenil da Biblioteca Municipal destaca Madalena Matoso, vencedora da 22ª edição do Prémio Nacional de Ilustração (2018), pela sua obra de ilustração no livro Não é nada difícil, publicado pela editora Planeta Tangerina.

 

 

 

 

 

 

Setor Multimédia: musica

Lata Mangeshkar (1929 - ) 

Cantora e compositora indiana, conhecida pelas bandas sonoras nos filmes Bollywood. Tendo iniciado a carreira em 1942, participou em mais de 980 filmes, cantando em mais de vinte línguas regionais da Índia.

Em 1989, recebeu o Dadasaheb Phalke, o prémio mais elevado no cinema indiano.

 

 

 

 

 Setor Multimédia: musica 

Mohammed Rafi (1924 - 1980) 

 

 

Cantor indiano da indústria cinematográfica. O seu repertório inclui 7405 canções, usadas em filmes em vários idiomas. Foi galardoado com seis Filmfare Awards e um National Film Award. Em 1967 foi homenageado pelo governo da Índia com o Prémio Padma Shri.

 

 

 

 

Setor Multimédia: cinema 

Lars Sven (Lasse) Hallström (1946 - )

 

Cineasta e produtor de televisão sueco, filho do escritor Karin Lyberg. Iniciou a carreira ao produzir os vídeos musicais para o grupo ABBA. Após ter obtido reconhecimento internacional em 1985 com o filme Vida de Cão, mudou-se para os Estados Unidos, onde atingiu o sucesso com o filme Regras da Casa, em 1999. Da sua carreira fazem parte outros filmes como Chocolate (2000), Hachiko: Amigo para Sempre (2009) e A Viagem dos Cem Passos (2014).