Município reforça mobilidade de Viseu com investimento de 4 milhões 

O Município de Viseu aprovou, em reunião pública do Executivo, o anteprojeto que suporta o avanço do Centro de Operações para a Mobilidade de Viseu (integrado no PEDU) e a sua candidatura ao Centro 2020, num valor global superior a 4 milhões de euros. 

Este interface vai criar condições para a operação dos diferentes agentes interurbanos, intraurbanos e internacionais de transportes públicos. Neste Centro estará prevista a intermodalidade, integrando‐o na rede de mobilidade suave e assegurando a sua ligação aos diferentes modos complementares de transporte (autocarros elétricos e rodoviários, táxis, outros elétricos, bicicletas e rede pedonal). 

No mesmo edifício, será também instalado o novo Centro de Operações para a Mobilidade de Viseu (COM Viseu), uma peça fundamental na mobilidade sustentável do concelho, onde estará centralizada a coordenação e controle de trânsito e tráfego. Será também responsável pela gestão da rede de mobilidade suave, dos sistemas de bike‐sharing e car sharing, do sistema demand responsive transport e pela coordenação dos serviços de gestão do estacionamento. 

Com a criação deste dispositivo, pretende-se melhorar a rede de interfaces dos transportes públicos coletivos de passageiros em meio urbano (interfaces de transportes públicos como terminais de autocarros), enquanto se promove a organização funcional do Centro de Operações para a Mobilidade de Viseu e a sua inserção urbana no território. Reforçar a utilização do transporte público urbano coletivo de passageiros e dos respetivos modos suaves, assim como implementar medidas tendentes à redução das emissões de gases poluentes, são alguns dos objetivos subjacentes a este novo projeto.